Empoderamento feminino e crítica aos padrões de beleza serão temas de curtinha dos alunos da Padre Manoel da Nóbrega

by Instituto Querô

  • Postado em 30/06/2016

Gravação Nóbrega (4)-A

(Por Alexandre Miranda – Arte Educador)

Todas as escolas que visitamos sempre me amedrontaram, porque nunca sabia o que de fato me aguardava, e a escola Padre Manoel de Nobrega não foi diferente. Uma escola grande, com muitos oitavos anos e uma diversidade de alunos: com as suas tribos e cada um colocando para fora a sua maneira, seus problemas pessoais e sociais. De fato, se aproximar desses problemas e entender o âmbito da escola será sempre o nosso maior desafio, que nem sempre é alcançado, talvez por uma barreira criada pelos próprios estudantes que preferem se acolher interiormente em seus conflitos.

Percebi isso em um dos alunos, que visivelmente precisava de ajuda. Em um grito de “Quero participar poh!”, me fez entender o papel de inclusão do projeto como um braço social, que tentou entender, confortar e trazê-lo para mais próximo, porém ele preferiu interiorizar novamente seus paradigmas e tristemente decidiu abandonar os outros dias de Querô na Escola, o que me fez refletir e enxergar que não usamos capa vermelha e um “S” estampado no peito. Nem sempre salvaremos um ou outro aluno, o que me traz certa frustração.

Desabafos à parte, já na minha primeira aula de roteiro tomando frente e liderando, os alunos participaram e contribuíram para que a aula acontecesse e foram os protagonistas daquele dia. o tema escolhido por eles foi “Bullying”, abordado de várias formas. O roteiro que mais se destacou foi a de uma garota que se empodera depois de sofrer com agressões verbais por não fazer parte de um padrão de beleza, história essa vivida pela própria aluna que sugeriu a ideia e chora ao se dar conta que a sua narrativa vai virar filme.

Para o dia da gravação, parabenizo a todos os alunos pela dedicação, entender o trabalho em coletivo e esforço, e em especial as meninas da arte que produziram um canto da sala em uma espécie de quarto da protagonista, e sem se dar conta montaram uma palheta de cores para a cena e deram vida aquele cantinho.


Produtora Querô Filmes

O Instituto

O Instituto Querô é uma ONG, que apoiada pela UNICEF utiliza o audiovisual como ferramenta para estimular talentos, e ampliar horizontes profissionais para jovens em situação de risco social.

Em nossas oficinas promovemos a inclusão cultural, com aulas de cidadania, humanismo e desenvolvemos o empreendedorismo, resultando em jovens mais conscientes e participativos.

Translate »