Alunos de cinema da Unimonte participam do projeto Querô na Escola

by Instituto Querô

  • Postado em 3/06/2016

Sensibilização - Nóbrega (8)-A

Complementando a equipe do Querô na Escola 2016, esse ano contamos com uma novidade: os jovens estudantes de Cinema e Audiovisual da Unimonte estão nos acompanhando durante as aulas do projeto e nos ajudando a ministrar as atividades aos alunos das escolas públicas de Cubatão, aplicando oficinas de educação audiovisual para produzirmos minimetragens.

O estudante Guilherme Dias Pereira, foi um dos jovens que esteve com a gente durante oficina realizada na UME João Ramalho, e nada melhor do que o próprio estudante que vivenciou este momento com a gente, pra contar como foi participar desta nova experiência e parceria de Querô e Unimonte.

“Como eu não tinha muita ideia do que faríamos para o Querô, fui pego de surpresa quando fiquei sabendo que entrevistaríamos e faríamos a sensibilização dos adolescentes em uma escola pública de Cubatão. Nada disso me era familiar, escola pública, pessoas mais novas e Cubatão, mas foi com essa vontade de conhecer o diferente que eu mandei meu nome para a minha representante de classe para participar do projeto.

Foi um pouco chocante para alguém que estudou em escolas particulares a vida toda conhecer a realidade de estudantes da rede pública: repetentes, falta de leitura, falta de interesse, sonhos pequenos ou materiais demais. É de abrir os olhos para o mundo fazer esse tipo de coisa. Procuramos tanto o parecido que nos afastamos do diferente e, às vezes, até o consideramos como inferior.

Apesar de todas as diferenças, notei também semelhanças entre os estudantes que entrevistei e a mim quando tinha a idade deles. Procurei ser o mais amigável possível, falar a “língua deles” e me expressar de um jeito que eles podiam me entender. Procurei focar bastante nas semelhanças para que eles se abrissem durante o preenchimento do questionário.

Um dos garotos, Kayo, morava em Santos no canal 3, assim como eu, e se destacou no meio das entrevistas pois ele pareceu demonstrar bastante interesse pelo Querô e por coisas que fizessem seu dia a dia escolar um pouco mais interessante. Porém, Kayo, assim como a maior parte dos entrevistados por mim, tinha uma grande deficiência na área de relações interpessoais, dificuldade em olhar nos olhos das pessoas, necessitando de um pouco de esforço para que se tire algo significativo deles.

Foi uma experiência bastante construtiva para mim como pessoa, e também um pouco triste ver que tantos dos nossos jovens têm ídolos tão “fracos” como pessoas. Mas, vejo duas maneiras de lidar com isso: ficar triste por isso ou feliz, porque o projeto Querô na Escola busca exatamente melhorá-los, apresentando aos pré-adolescentes ao audiovisual. Escolhi então enxergar com a segunda opção, tendo muita vontade de participar do projeto novamente assim que possível”.
(Guilherme Dias Pereira)

O projeto Querô na Escola tem patrocínio da Anglo American e parceria com a Secretaria de Educação de Cubatão e PoneyTour, atuando, nas 10 escolas da rede municipal de ensino de Cubatão.

Acompanhe em tempo real as aulas do Querô na Escola pelo instagram: @quero.naescola


Produtora Querô Filmes

O Instituto

O Instituto Querô é uma ONG, que apoiada pela UNICEF utiliza o audiovisual como ferramenta para estimular talentos, e ampliar horizontes profissionais para jovens em situação de risco social.

Em nossas oficinas promovemos a inclusão cultural, com aulas de cidadania, humanismo e desenvolvemos o empreendedorismo, resultando em jovens mais conscientes e participativos.

Translate »